Governo do Estado empossa novos procuradores

O governador Marcelo Miranda (PMDB) deu as boas vindas a 18 dos 20 novos procuradores do Estado, aprovados no último concurso público, que tomaram posse hoje, às 11h, em solenidade no auditório do Palácio Araguaia. Em seu discurso, o governador enfatizou que o Tocantins está fortalecendo sua estrutura democrática, assegurando a todos os cidadãos o pleno funcionamento do Estado. 'Ganhamos servidores capacitados, que vêm para consolidar a democracia no Tocantins. Com a chegada desses novos procuradores, esperamos imprimir agilidade ainda maior no cuidado e zelo pelos interesses do Estado', afirmou.

Segundo o presidente da PGE - Procuradoria Geral do Estado, Hercules Martins, o concurso veio dinamizar a atuação da PGE. 'O governador Marcelo Miranda possibilitou a reestruturação de carreira de procurador, o que melhorou a prestação dos nossos serviços', enfatizou. Os novos procuradores serão lotados em Palmas, nas especialidades de procuradoria administrativa, fiscal e tributária, judicial, precatórios e ações trabalhistas, meio ambiente e assessoria especial. Eles entrarão em exercício no dia 2 de janeiro.

Segundo a procuradora e presidente da comissão do concurso que aprovou os novos procuradores, Ana Keila Barbiero, a posse dos novos profissionais irá suprir a demanda do Estado na área. 'Como o último concurso havia sido em 1994, o quadro de procuradores precisava de novos profissionais para melhorar o atendimento do Estado', frisou.

Para a nova procuradora do Estado Agripina Moreira, a posse foi uma realização profissional. 'Me sinto muito feliz em poder contribuir para a melhoria do atendimento do Tocantins', afirmou ela, que é natural de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e atua como advogada há dez anos. Os procuradores empossados foram aprovados em concurso público, que teve início em julho, e foi homologado em novembro deste ano.

Para tornar-se procurador, é necessário ter formação em Direito, reconhecida pela OAB - Ordem dos Advogados do Brasil, segundo Ana Keila. Os procuradores do Estado têm como principais atribuições representar judicialmente e extra-judicialmente o Estado, incluindo os órgãos da administração direta e indireta, prestar orientação jurídica e zelar pela legalidade e moralidade dos atos do poder Executivo.