Fórum Brasil Central elege novo presidente para 2018

O governador Marcelo Miranda está em Brasília (DF), onde ocorre a Assembleia Geral dos estados consorciados do Fórum Brasil Central (BrC). Abrindo os trabalhos na manhã desta quarta-feira, 6, no Palácio do Buriti, os governadores dos estados integrantes do BrC, elegeram o governador do Mato Grosso, Pedro Taques, por unanimidade, para assumir a presidência do Fórum Brasil Central no ano de 2018. Além de eleger o novo presidente do Bloco, a reunião visa aprovar o planejamento, os projetos prioritários, o orçamento e o regimento interno do BrC para 2018.

Marcelo Miranda enalteceu a escolha do novo presidente e afirmou que ele terá todo o apoio dos integrantes do BrC. "Marconi Perillo soube conduzir com maestria a presidência do Brasil Central e temos certeza de que não será diferente com Pedro Taques. Ele contará com o apoio e o empenho de todos à frente das propostas de desenvolvimento integrado dos estados que compõem o bloco e saberá dar continuidade aos projetos já iniciados", afirmou.

Pedro Taques ressaltou o trabalho desempenhado pelo atual presidente Marconi Perillo, governador de Goiás, e disse que se compromete com a condução das ações e dos projetos aprovados para o Planejamento 2018 do Consórcio BrC. "Agradeço pela confiança em mim depositada. É uma honra representá-los. Tenham certeza de que continuaremos o trabalho já iniciado e de que nada será decidido sem que os colegas sejam ouvidos", declarou.

Avaliação

Marcelo Miranda avaliou positivamente o desempenho do Fórum. "Tivemos um bom desempenho durante este ano. Conseguimos avançar com a institucionalização do Consórcio Brasil Central, que potencializou nossa ação conjunta. Conseguimos dar início a projetos nas áreas da segurança pública, educação, social e saúde, que devem perdurar durante os próximos anos. Sem dúvida alguma, conseguimos avanços consideráveis", ressaltou.

Fórum Brasil Central

O Fórum de Governadores Brasil Central foi criado no dia 3 de julho de 2015, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia (GO). Fundado por cinco governadores, dos estados de Goiás, Marconi Perillo; de Tocantins, Marcelo Miranda, de Mato Grosso, Pedro Taques; de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja; e do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg; posteriormente ganhou a adesão dos governadores de Rondônia, Confúcio Moura; e do Maranhão, Flávio Dino, chegando à composição atual com sete estados integrantes.

Com a intensa participação do centro-oeste no cenário nacional e o grande crescimento econômico, ocasionado pela agropecuária e o agronegócio, o bloco foi criado tendo entre seus objetivos reforçar a voz dos estados centrais nas ações do governo federal e a união de planos em favor do desenvolvimento da região central, com projetos para áreas como economia, turismo sustentável, educação, segurança, Saúde e tecnologia, entre outros importantes para o desenvolvimento pleno e integrado dos estados componentes do Brasil Central.