Saúde do Tocantins avança com investimentos e choque de gestão

10/04/2017 - Jesuino Santana Jr/Governo do Tocantins

Ofertar o acesso da população a um serviço de saúde pública digno, de eficiência e qualidade tem sido uma das prioridades do Governo do Tocantins. Para isso, o Executivo tem investido na contratação de médicos especialistas, reformas dos hospitais, parcerias com instituições de renome na área da Saúde para melhorar a gestão, capacitação permanente dos servidores, entrega de novas ambulâncias para os municípios, além da inauguração do Banco de Olhos e da realização de mutirão de cirurgias eletivas.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Marcos Musafir, as ações desenvolvidas pelo Governo estão começando a surtir efeito com a melhoria e humanização do atendimento nos hospitais públicos do Estado. “Temos um longo caminho pela frente, mas vamos vencer desafios que são nacionais. Não está fácil fazer gestão na área da Saúde, mas com o apoio recebido do governador Marcelo Miranda, isso tem mudado. É claro que os problemas sempre aparecem, porém é preciso que a sociedade saiba que estamos atentos e vigilantes a tudo o que acontece. O objetivo principal do nosso trabalho é oferecer qualidade nos serviços prestados ao usuário do SUS [Sistema Único de Saúde]”, afirmou.

Marcos Musafir ressaltou que o Tocantins é uma das unidades da federação que mais investem recursos próprios na área da Saúde. “O Governo destina quase 18% da receita líquida estadual para a Saúde, muito acima do valor constitucional de 12%, o que nos coloca entre os estados que mais investem no setor com recursos próprios”, informou.

Outro ponto destacado é o esforço da gestão para garantir a reposição dos insumos e dos medicamentos, além de manter a regularidade nos serviços prestados nas áreas de alimentação, limpeza e rouparia dos hospitais públicos do Estado. “O Governo assumiu esses serviços desde que a empresa responsável suspendeu as atividades que prestava nessas áreas, em agosto do ano passado. Temos um total diário de 3.946 refeições servidas apenas no HGP [Hospital Geral de Palmas]. O cardápio foi modificado e otimizado. Atualmente, contamos com abastecimento de cerca de 80% dos medicamentos padronizados e insumos necessários para atender os pacientes na rede estadual de Saúde, sendo que os outros 20% são medicamentos especiais não padronizados pelo Ministério da Saúde”, esclareceu.

Outra boa notícia para a Saúde Pública do Tocantins é a liberação de recursos na ordem de R$ 140 milhões que estão previstos no Orçamento 2017, por meio de emenda da bancada federal do Estado. De acordo com Marcos Musafir, o recurso, inédito para o Estado, terá grande impacto no atendimento à saúde da população, pois será aplicado, principalmente, em materiais, medicamentos, cirurgias, insumos e suprimentos da rede hospitalar estadual, da rede municipal e apoio às ações de saúde dos 139 municípios por ordem do governador Marcelo Miranda.

Controle Financeiro

Segundo Marcos Musafir, o grande desafio para a gestão da Saúde é o controle financeiro. “Temos uma despesa muito alta com a folha de pagamento dos servidores, o que consome grande parte do dinheiro que vem da fonte do Tesouro do Estado para a Saúde. Isso causa um impacto muito grande no restante da gestão. Com o restinho que sobra do recurso do Tesouro é que compramos medicamentos especiais, insumos, serviços terceirizados e as demandas judiciais”, explicou.

Conforme o secretário, a estratégia adotada para otimizar os recursos foi a implantação da gestão por governança. “Essa gestão contempla a organização, os rumos, as metas e a obrigação de alcançarmos os resultados propostos. Com isso, nós planejamos e atuamos, por exemplo, reduzindo desperdícios nas nossas unidades, com o controle da energia, economizando luz, água, telefone e papel. Reduzimos também os desperdícios de medicamentos, esparadrapo e gazes. Trabalhamos no macro para que cada centavo economizado possa ser investido com segurança, racionalidade e ransparência para melhorar a saúde da população, por meio de compra de material cirúrgico, de pagamento de medicamento, e de outras ações de saúde como a prevenção, que é importantíssima para que a população tenha mais qualidade de vida e menos doenças”, afirmou.

Integra SUS

O Tocantins ganhou, no mês de fevereiro deste ano, um espaço destinado a centralizar informações coletadas de todos os segmentos da saúde para que sejam tratadas, analisadas, disponibilizadas e sirvam de subsídio para que técnicos possam coordenar, com mais precisão, as ações do SUS no Tocantins.

O Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde, Integra Saúde Tocantins, é fruto de uma parceria firmada entre o Governo do Estado, o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), que viabilizou toda infraestrutura e também fará uso do local. “O Tocantins é o segundo estado do País que implanta um centro como esse. O Integra Saúde Tocantins vai dar um salto na qualidade e na confiabilidade dos serviços e ações que desenvolvemos”, disse Joaquim Molina, diretor da OPAS no Brasil, quando esteve na inauguração.

O Centro será abastecido com informações em tempo real dos municípios e dos 18 hospitais públicos do Estado, além de dados financeiros e de Recursos Humanos. “O número de leitos hospitalares vagos, por exemplo, será atualizado em tempo real, então será possível saber onde existe um leito disponível para encaminhar o paciente para internação. Isso reduzirá esperas e dará mais celeridade ao atendimento”, disse.

Ambulâncias

Também no mês de fevereiro deste ano, o governador Marcelo Miranda entregou 29 veículos administrativos a municípios por meio do Projeto de Fortalecimento da Atenção Básica no Estado do Tocantins, que visa estruturar 29 Unidades Básicas de Saúde (UBS) municipais, para que possam qualificar as ações desenvolvidas nos seus territórios de atuação referentes a atendimentos na zona rural e atendimento domiciliar (populações acamadas, domiciliadas e busca ativa).

Outras 17 ambulâncias, oriundas de recursos de emenda parlamentar de deputados estaduais, também foram entregues pelo governador Marcelo Miranda. Em menos de quatro meses, o Governo do Estado entregou 46 ambulâncias, fortalecendo a saúde nos municípios para o atender com maior eficiência à população.

Banco de Olhos

As novas instalações do Banco de Olhos do HGP foram inauguradas pelo governador Marcelo Miranda no dia 16 de março. No Tocantins, duas unidades hospitalares estão habilitadas a realizar esse procedimento, o HGP e uma instituição privada.

O Banco de Olhos do Tocantins é formado por uma equipe multidisciplinar e conta com estrutura que permite a abordagem, a captação, o preparo e o armazenamento de córneas para transplante. Ele funciona dentro do HGP, identifica os potenciais doadores e aborda familiares na busca do consentimento pela doação. O Banco de Olhos iniciou as atividades em dezembro de 2016 e, desde que foi implantado, o Serviço de Transplante do Estado, já realizou 18 procedimentos, dos quais nove foram realizados no HGP.

De acordo com Marcos Musafir, a estrutura do Banco de Olhos do Tocantins atende as exigências do Ministério da Saúde. “Atende todas as etapas preconizadas pelo Ministério. Agora, o importante é conscientizar a população de que a doação de órgãos é importantíssima nesse processo”, explicou, reforçando que pretende implantar, ainda em 2017, a realização de transplantes de rins e outros órgãos.

Reforma do HGP

O secretário Marcos Musafir visitou as obras de ampliação do Hospital Geral de Palmas (HGP), que estão avançadas. “Dois andares serão entregues agora no primeiro semestre. Até o final do ano, teremos um novo Centro Cirúrgico, uma nova Unidade de Terapia Intensiva [UTI] e um novo Centro de Trauma, que vai ser o primeiro da Região Norte do Brasil”, assegurou.

“Na Terapia Intensiva, teremos mais 34 leitos, somando, ao todo, 60 leitos de UTI no HGP. Teremos também uma ala exclusiva separada para o atendimento ao politraumatizado, que hoje é a ocorrência que mais cresce nas nossas estatísticas aqui do Estado. Está sendo construído também um novo Centro Cirúrgico, com uma área de pós-operatório adequada para que possamos fazer mais cirurgias, além dos novos 200 leitos que estão sendo inaugurados no terceiro e quarto andar do bloco de internação do HGP”, complementou o secretário.

Mutirão de Cirurgias Eletivas

Uma parceria entre o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into), do Ministério da Saúde, e o Governo do Tocantins, possibilitou a realização, no dia 2 de abril, no HGP, da avaliação de cerca de 100 pacientes que estão na lista da Central Nacional de Regulação em Alta Complexidade (Cnrac). A meta é que, ao menos, 30 desses pacientes tenham a oportunidade de passar por procedimento cirúrgico de alta complexidade, sendo 15 de quadril e 15 de joelho, na 1ª semana de abril.

Compartilhe esta notícia