Educação Ambiental do Naturatins encerra semestre com saldo positivo de ações

17/07/2017 - Tânia Caldas/Governo do Tocantins

A equipe da Educação Ambiental, departamento ligado à Superintendência de Gestão Ambiental do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), alinhada à missão do órgão, concentra sua atuação no desenvolvimento socioambiental e na sensibilização das comunidades para manutenção e conservação do patrimônio natural. Neste sentido, divulgou nessa sexta-feira, 14, o Relatório das Ações realizadas no 1º semestre de 2017.

O superintendente de Gestão Ambiental do Naturatins, Natal César de Castro, destacou a atuação da Educação Ambiental (EA), Licenciamento e Fiscalização, que neste semestre teve um avanço considerável em relação ao ano de 2016. O gestor informou, no que se refere às capacitações, o destaque foi para as oficinas de Vigilante Voluntário pelo Meio Ambiente, que "é uma forma de buscar ambientalistas e a população para trabalhar em prol as questões ambientais.  Até o 1º semestre deste o ano, a Educação Ambiental emitiu cerca de duas mil carteiras aos participantes do curso de Vigilantes Voluntários pelo Meio Ambiente”, relatou.

Uma das ações recentes da EA foi a das capacitações durante a Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2107), quando foram ministradas oficinas para formar Vigilantes Voluntários pelo Meio Ambiente, com a participação de 70 pessoas. Também há a parceria com Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), que propriciou oficinas para formar Vigilantes Voluntários em Sandolândia, Santa Tereza, Crixás, Aurora e Lizarda, com 530 participantes.

O superintendente também lembrou do importante Termo de Cooperação Técnica, entre o Naturatins e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), por meio da Cooperativa de Trabalho, Prestação de Serviços, Assistência Técnica e Extensão Rural (Coopter), sobre a pesca artesanal no Rio Araguaia, nas Colônias de Pescadores de Araguacema e Couto Magalhães.

Segundo Natal César, o Naturatins inicialmente leva a Educação Ambiental até a população, somente depois entra com a parte da punição. Para ele, muitas vezes ocorre das pessoas cometerem as infrações por não terem conhecimento da legislação. “É nosso dever fortalecer a Educação Ambiental do Naturatins, no sentido de formar multiplicadores para que essa ramificação se estenda em escolas, igrejas, sindicatos, movimentos sociais e a comunidade em geral”, considerou.

Protocolo do fogo

Em relação às ações de sensibilização e prevenção aos focos de calor, foram implantados o Protocolo do fogo em 11 municípios, sendo Araguaçu, São Salvador, Araguanã, Piraquê, Wanderlândia, Miracema, Brejinho de Nazaré, Santa Terezinha, Araguaína, Talismã e Nova Olinda; sendo renovados em Tocantinópolis, Tocantínia, Riachinho e Palmas.

Com o foco de fomentar a coleta seletiva, assim como colaborar na organização de Associações de Catadores de Materiais Recicláveis, nos municípios, foram realizados três Fóruns do Lixo & Cidadania, nas cidades de Miracema do Tocantins, Almas e Rio Sono. Para o 2º semestre, está programada a realização deste Fórum nos municípios de Tocantinópolis, Palmeirópolis, Nova Olinda, São Sebastião do Tocantins, Dois Irmãos e São Bento. Nestas oficinas com materiais recicláveis, são utilizadas garrafas de vinho, long neck, pets, além de potes de vidro com tampas. Haverá ainda capacitações para confeccionar sabonete artesanal, nas cidades de Araguacema, Caseara, Palmas, Monte do Carmo, Porto Nacional, Sandolândia, Santa Tereza, Crixás, Aurora e Lizarda. A Educação Ambiental também ministrou o Curso de Condutor Local e Visitantes, que teve a participação de 95 pessoas.

Com o objetivo de fortalecer ainda mais as medidas da Educação Ambiental no Estado, no mês de setembro, o superintendente de Gestão Ambiental do Naturatins e integrantes da equipe da Educação Ambiental participarão em Balneário Camburiu- SC, do Fórum Nacional de Educação Ambiental. 

 

Compartilhe esta notícia