Experiências do programa Jovem em Ação no Tocantins são socializadas pelas escolas estaduais

09/08/2017 - Núbia Daiana Mota / Governo do Tocantins

As boas práticas implementadas nas 12 escolas de ensino médio integral Jovem em Ação tocantinenses foram socializadas no dias 7 e 8, em Palmas, visando aperfeiçoar o trabalho  desenvolvido nas unidades de ensino. No encerramento do evento, denominado Café Jovem em Ação, os depoimentos dos participantes, emocionaram e motivaram educadores e estudantes que estão vivenciando o processo de implantação do ensino médio integral no Estado.

“Eu precisava passar por essa experiência e gostaria que todos os alunos tivessem essa oportunidade. Descobri ser uma jovem protagonista, que posso contribuir para fazer a escola dos meus sonhos e que vai me proporcionar um aprendizado para alcançar meu projeto de vida”, avaliou a estudante do Colégio da Polícia Militar de Palmas, Giovana Alves da Silva.

Para o aluno do Cent​​​​ro de Ensino Médio Paulo Freire, João Gabriel, o Jovem em Ação proporciona uma mudança de vida por meio da educação integral. “É mais que uma escola, é mais que aprender português, matemática, ciências. São conhecimentos que nos preparam para a vida. Este é um modelo de escola que faz com que acreditemos nos nossos sonhos, no nosso potencial e que realmente faz a diferença na nossa formação”, ressaltou.

O evento, que contou com as presenças do governador Marcelo Miranda e da titular da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), professora Wanessa Zavarese Sechim, teve a participação de diretores, coordenadores, professores e alunos das unidades de ensino, além da equipe de implantação do ensino médio integral da Seduc, dos consultores e voluntários do Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), parceiro no desenvolvimento do Jovem em Ação no Tocantins. 

O governador destacou a contribuição do ensino médio integral para a formação dos estudantes e para o desenvolvimento do Estado. “Este é um projeto que busca ouvir as escolas, os técnicos, os alunos, os pais, para trabalhar de forma diferenciada. Com esse projeto, a escola busca melhorar seus alunos para terem um projeto de vida e capacita esses jovens para contribuírem para o crescimento do nosso Estado e do nosso País”, ponderou.

Em seu discurso, a gestora da Seduc ressaltou o empenho do Governo do Estado para o sucesso do ensino médio integral no Tocantins. “Desde a adesão ao programa, contamos com o apoio irrestrito do governador Marcelo Miranda e temos tido esse respaldo para trabalhar, buscando sempre a melhoria da qualidade do ensino público”, disse a secretária.

Referência na implantação

Tereza Barreto, diretora pedagógica do ICE, instituição que acompanha o desenvolvimento do ensino médio integral em 13 estados, enfatizou o empenho do Tocantins para executar o programa. “Levaremos o exemplo do Tocantins como referência positiva de aprendizado para a implantação do ensino integral em outros estados. Reconhecemos todo o esforço que tem sido feito pela Secretaria da Educação para que as nossas orientações sejam seguidas, e o melhor é que a Seduc está indo além e levando as experiências das 12 escolas para mais escolas. Isso é realmente um resultado muito bom”, pontuou.

A secretária Wanessa Sechim atribuiu o sucesso do programa à equipe de implantação da Pasta, das Diretorias Regionais de Educação e dos profissionais das escolas contempladas pelo Jovem em Ação. “É uma grande satisfação estarmos sendo acompanhados pelo ICE e saber dos bons resultados que já alcançamos neste primeiro semestre é muito motivador. Nada seria possível sem a dedicação dessa equipe e, sobretudo, dos professores, que incorporaram o espírito do programa e que têm se dedicado ao máximo para apoiar a realização dos sonhos desses alunos. Temos trabalhado muito, para, de fato, transformar a vida desses jovens por meio de ensino integral e de qualidade”, enfatizou.

Escola Jovem em Ação

Escola Jovem em Ação é o nome dado no Tocantins, ao Programa de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral, uma iniciativa do governo federal, em parceria com os estados que têm como objetivo implementar o ensino médio em tempo integral, promovendo uma grande mudança curricular e estrutural nas unidades educacionais. Para isso, as áreas de conhecimento são trabalhadas com os jovens de maneira diferenciada, despertando a capacidade de transformar sonhos em projetos de vida.

Além disso, os alunos têm acesso a salas de aula temáticas, aulas práticas, disciplinas eletivas, estudos dirigidos e uma série de mudanças curriculares que têm como objetivo prepará-los, tanto para o ingresso na universidade quanto para o mundo do trabalho. O foco da Escola Jovem em Ação é o sucesso dos alunos por meio da melhoria no desempenho estudantil e da promoção do protagonismo juvenil. Cerca de dois mil alunos do Tocantins estão sendo beneficiados com o projeto piloto.

Fazem parte do programa Jovem em Ação as escolas: Colégio Estadual Rui Barbosa, Centro de Ensino Médio (CEM) Paulo Freire, CEM Benjamim José de Almeida (Araguaína); Colégio Estadual Professora Joana Batista Cordeiro (Arraias); CEM Presidente Castelo Branco (Colinas) CEM Antônio Póvoa (Dianópolis); CEM Oquerlina Torres (Guaraí); CEM Bom Jesus (Gurupi); CEM Dona Filomena Moreira de Paula (Miracema); Colégio da Polícia Militar de Palmas e Escola Estadual Madre Belém (Palmas) e CEM Darcy Marinho (Tocantinópolis).

Compartilhe esta notícia