Naturatins inicia renovação do Protocolo do Fogo em 20 municípios tocantinenses

05/09/2017 - Cleide Veloso/Governo do Tocantins

O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) iniciou, nesta terça-feira, 5, em Palmas, uma oficina para a renovação do Protocolo do Fogo em 20 municípios tocantinenses. Os representantes municipais de órgãos ambientais estarão reunidos durante dois dias para a capacitação, ministrada pela equipe de Educação Ambiental do Instituto.

Na ocasião, serão apresentados os benefícios da manutenção do protocolo para o município e os procedimentos necessários para renovação do compromisso. A assinatura do Termo, que vai oficializar a renovação dos Protocolos, está prevista para ocorrer no dia 26 de setembro, às 14 horas, na sede do Naturatins, durante a solenidade que irá reunir outras seis prefeituras, que já receberam a oficina e deve ser implantado o programa.

O balanço parcial da Superintendência de Gestão Ambiental do Instituto aponta que desde o início do ano, o Protocolo do Fogo já soma um total de 39 municípios, entre os que aderiram e os que estão renovando o compromisso em 2017.

O presidente do Naturatins, Herbert Brito Barros (Buti), realizou a abertura do encontro parabenizando o trabalho desenvolvido e destacando todos os esforços que o Instituto tem empreendido e que pretendem colaborar com avanço dos resultados do Protocolo nos municípios. "Com foco na prevenção, intensificamos o trabalho da política de educação ambiental nos municípios, para que esse trabalho de parceria possa frutificar melhores resultados. Então, quando eu vejo o município participar, ativamente, do debate e da capacitação de nossas equipes, acredito que é um sinal de que estamos no caminho certo", avaliou.

O presidente destacou ainda algumas ações. "Estamos equipando e em breve estaremos inaugurando o Centro de Fauna (CEFAU), em Palmas, para ampliar a capacidade de atendimento das demandas de biodiversidade relacionadas aos animais silvestres. Outro investimento se inicia com a abertura do canteiro de obras para construção de um prédio destinado ao atendimento ambiental, que vai melhorar  tanto para os municípios como para os agricultores, empreendedores e aos consultores, dando condições de trabalho ao Naturatins e melhorando a relação de parceria do Instituto com os municípios. Essa é a orientação do governador Marcelo Miranda, cada vez mais, procurar integrar Estado e municípios, interagindo e proporcionando melhores resultados para a sociedade, que é o destinatário de nossas ações", concluiu Herbert Brito, reiterando que o período de estiagem exige comprometimento de todos na gestão ambiental, tanto em relação às questões hídricas, quanto ao uso do fogo.          

Na ocasião, o vice-presidente do Instituto, Edson Cabral, destacou que o Governo do Estado possui um monitoramento via satélite, que vai oferecer indicadores para avaliação do comportamento de focos de fogo nos municípios.  “O controle de queimadas via satélite vai oferecer indicadores para que seja possível mensurar, não apenas com atividades que são desenvolvidas no município, como também por meio das informações registradas, apontando se houve redução de focos de queimadas nos municípios. E isso vai colaborar com a avaliação dos índices de participação nos recursos do ICMS Ecológico que são destinados ao município”, explicou.

O superintendente de Gestão Ambiental, Natal Cesar Castro, destacou a importância da oficina para a renovação do protocolo. “A oficina tem o objetivo trabalhar as orientações que são necessárias à continuidade e ao avanço das atividades educativas, voltadas para a redução de queimadas nos municípios. Nós vamos esclarecer dúvidas e auxiliar o preparo do documento que será encaminhado à avaliação municipal e oficializado com a assinatura do termo de renovação do protocolo, ainda neste mês”, concluiu.

Oficina

A educadora ambiental do Naturatins, Nelma Mota, iniciou a oficina com uma dinâmica que incentivou cada representante a destacar uma característica de sua gestão. Em seguida apresentou o plano de trabalho para os dois dias de capacitação, onde serão apresentadas as ações do Instituto relacionadas às atividades do setor de Educação Ambiental. Em seguida a equipe realizou uma roda de conversa para que os municípios apresentassem suas dificuldades e demandas. 

Ainda no decorrer da oficina, serão sugeridas atividades que poderão ser realizadas nos municípios para trabalhar a dinâmica do fogo, entre outras ações. O treinamento será finalizado com os procedimentos, passo a passo, de estruturação dos termos de cada município.

Para prestigiar a abertura da oficina estiveram presentes representantes das prefeituras de Aliança do Tocantins, Araguacema, Babaçulândia, Centenário, Colinas do Tocantins, Filadélfia, Goianorte, Ipueira, Itacajá, Itaperatins, Juarina, Miranorte, Palmeirante, Paraíso do Tocantins, Pedro Afonso, Peixe, Pium, Rio dos Bois, Rio Sono, Santa Maria do Tocantins, Tupirama e Wanderlândia.

 

Compartilhe esta notícia