Empresa de medicamentos para doenças raras abre filial em Palmas

22/09/2017 - Daniela Oliveira/Governo do Tocantins

Atraída pela política de incentivos fiscais do Tocantins para empreendimentos que praticam atividade comercial, exclusivamente, via internet ou de vendas por correspondência, a Fast Medicamentos, empresa de Goiás, especializada na venda de remédios para doenças raras, abrirá uma filial em Palmas.

O gerente da empresa, Paulo Figueiredo, conta que o benefício aprovado pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico (CDE), órgão colegiado vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), foi o principal motivo na escolha de Palmas para abrir mais uma unidade da empresa. Ele conta ainda que a concessão deve beneficiar, em especial, os pacientes que precisam desses medicamentos, pois costumam ter um alto custo. “Tendo um custo menor nós conseguimos repassar para os pacientes um remédio com um valor menor”, frisou.

Ele explica ainda que, em situações em que o paciente não tem como arcar com o custo do remédio, e quando este também não é oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o paciente, muitas vezes, recorre à justiça para obtê-los. Nesses casos, o interessado precisa da cotação de, no mínimo, três empresas. E quando a diferença entre os preços é significativa, isso agiliza o processo.

A empresa trabalha com diversos medicamentos, mas os mais procurados são para doenças como esclerose múltipla, câncer, doença de Pompe e outras doenças raras.

A expectativa, segundo Paulo, é centralizar a atividade em Palmas. “Nós esperamos que a atividade em Palmas cresça tanto que não precisemos mais das outras unidades e possamos centralizar todas as nossas operações aqui”, reforçou.

O contrato que garante à empresa o benefício fiscal aprovado pelo CDE foi assinado nesta quinta-feira, 21, na Seden, entre o representante da empresa e o subsecretário da pasta, Glênio Benvindo. A empresa deve dar continuidade ao trâmite na Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz). 

A política de incentivos fiscais do Estado visa atrair novos empreendimentos e fortalecer as empresas já instaladas no Tocantins. Os incentivos no setor de vendas pela internet ou por correspondência têm como objetivos fomentar o segmento econômico no Estado; aproveitar a capacidade logística que o Tocantins oferece e promover a geração de emprego e renda.

Benefícios

Dentre os benefícios concedidos para empresas que praticam atividade comercial, exclusivamente, via internet ou de vendas por correspondência (de acordo com a Lei nº 1.641, de 28 de dezembro de 2005) está a redução do ICMS sobre o valor das vendas a consumidores de outras unidades da Federação e nas operações que importem do exterior.

Compartilhe esta notícia