Governo abre investigação para apurar fuga na Casa de Prisão Provisória de Palmas

07/11/2017 - Tom Lima/Governo do Tocantins

Uma investigação, com o acompanhamento da Justiça, e um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) foram abertos para apurar as causas e as circunstâncias que levaram presos da Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP) a fugirem da unidade prisional na noite desse domingo, 5, após terem escavado um túnel e evadido do local por meio de um buraco feito no muro com a utilização de explosivos.

Antes da sua posse como titular da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), na tarde dessa segunda-feira, 6, no Quartel do Comando Geral (QGC), em Palmas, o coronel Glauber de Oliveira Santos disse à imprensa que, na CPPP, não se produz explosivos, então esse material deve ter entrado de alguma forma. “Já adotamos medidas de apuração, tanto da parte criminal como da parte administrativa. Temos que apurar para não cometer injustiças. Igualmente, já adotamos novos procedimentos para tentar impedir a entrada de objetos ilícitos”, avisou.

Dos 12 homens que conseguiram deixar a unidade, quatro foram recapturados na mesma noite e oito ainda estão foragidos. Neste momento, o Sistema Penitenciário trabalha em conjunto com todas as demais forças de segurança, a Polícia Civil e a Polícia Militar, no sentido de capturar os presos que fugiram.

 

Compartilhe esta notícia