Justiça determina que cooperativa de médicos anestesiologistas retorne atendimento em 72 horas

28/12/2017 - Saúde/Governo do Tocantins

A justiça determinou nessa quarta-feira, 27, que a empresa Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas do Tocantins (Coopasnet) preste serviço de forma integral e ininterrupta, garantindo o fornecimento dos tratamentos de saúde na rede estadual e a continuidade na prestação do serviço público, normalizando a prestação dos serviços na rede hospitalar do Estado.

O presidente da Coopasnet, Mário Sérgio Borges, foi notificado que os serviços devem ser retomados em 72 horas. Na decisão da magistrada Silvana Maria Parfieniuk, foi ressaltada a boa-fé do Estado na efetivação de repasse para empresa, que é responsável por fazer os pagamentos aos seus médicos contratados: “Ademais, verifica-se que, em relação ao contrato nº 179/2017, foi realizado o pagamento de R$ 530.734,27 referentes à primeira nota fiscal emitida pela Coopasnet, o que evidencia, salvo demonstração em contrário, a boa-fé do Estado. Assim, resta evidenciada a probabilidade do direito alegado”.

A decisão pode se conferida na íntegra por meio do link abaixo.

Arquivo(s)

Compartilhe esta notícia