Polícia Civil promove aula inaugural do projeto Acadepol Cidadã

06/02/2018 - Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins

Nessa segunda-feira, 5, a Academia da Polícia Civil (Acadepol) realizou a aula inaugural do projeto Acadepol Cidadã. O referido projeto tem por objetivo promover curso de aperfeiçoamento com turma mista, composta por policiais civis, servidores administrativos, respectivos familiares e membros da comunidade, preferencialmente de baixa renda, em Palmas.

Conforme o delegado e diretor da Acadepol, Marcelo Falcão, o projeto visa ações em quatro níveis, sendo eles: educação, lazer, saúde e integração entre a polícia e a sociedade.

“A primeira ação do projeto é o curso, que tem dupla função, pois é uma ferramenta de capacitação destinada a policiais civis e servidores administrativos da Secretaria da Segurança Pública, que querem se aperfeiçoar em matérias como direito, língua portuguesa e informática e também serve para aqueles que querem se preparar para o concurso público da Polícia Militar”, ressaltou o diretor.

Além disso, o projeto visa promover benefícios à saúde dos participantes, uma vez que o curso ofertará aulas de educação física. “O curso também terá como um dos seus objetivos integrar a sociedade e a polícia, mostrando que a Polícia Civil moderna é uma polícia cidadã, por isso, o projeto se chama Acadepol Cidadã, pois trata-se de uma polícia que se preocupa e quer se integrar cada vez mais com o cidadão, seguindo as doutrinas de Polícia Comunitária”, pontuou Marcelo Falcão.

O curso de aperfeiçoamento teve início com uma turma de 70 alunos, sendo que, nesta primeira etapa, foram disponibilizadas, pela Acadepol; 40 vagas para pessoas da comunidade, cuja renda per capita não seja maior que 1 salário mínimo; e 30 vagas para policiais civis e servidores administrativos da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

A carga horária total do curso é de 175 horas, sendo que as aulas teóricas ocorrerão na sede da Acadepol, que fica localizada na Quadra 804 Sul, em Palmas, no período de 5 de fevereiro a 10 de março, das 19 às 23 horas, todos os dias.  

Ainda de acordo com o delegado, o projeto Acadepol Cidadã foi uma sugestão do delegado, titular da Delegacia Especializada em Investigações Criminais (Deic) de Palmas, Wanderson Chaves de Queiroz, que também é um dos instrutores. “A Academia acatou a ideia e colocou o projeto em prática”, destacou.   

A grade curricular do curso é composta pelas disciplinas de língua portuguesa, que será ministrada pelo professor Darier da Silva Cabral; Raciocínio Lógico e Matemático, com o professor Edcarlos Rodrigues de Oliveira; Atualidades e Conhecimentos Regionais, pelo professor Cordeiro; Direito Constitucional com o delegado Wlademir Costa Mota Oliveira; e Direito Penal/Legislação Especial, com o delegado Wanderson Chaves de Queiroz. Ainda constam na grade: Direitos Humano, com o professor Gleidison Antônio de Carvalho; Direito Penal Militar, com o delegado Wlademir Costa Mota Oliveira; Direito Administrativo, com o professor Rodrigo Schmidt; Noções de Informática, com os professores Marcelo Abdala de Souza e Raimundo Delgado Júnior; Legislação Militar Estadual, com o professor Adão Pereira dos Santos; e Condicionamento Físico, com o professor Adenilson Caldeira da Silva

A solenidade de abertura do projeto também contou com a presença do subsecretário de Estado da Segurança Pública, Abizair Antônio Paniago, que, em seu discurso, ressaltou a importância da ação.

“A iniciativa da Academia da Polícia Civil é louvável e trará resultados importantes para a melhoria da qualidade da prestação de serviços pelos servidores da SSP/PC, bem como contribuirá para o recrutamento de novos policiais para a nossa co-irmã Polícia Militar. Assim, desejamos sucesso e pleno êxito ao curso que ora se inicia”, ressaltou o subsecretário da SSP.

A abertura do projeto também contou com a presença do presidente do Sindepol, Delegado Mozart Félix, que, na ocasião, esteve acompanhado do vice-presidente da entidade, delegado Ibanez Ayres da Silva Neto.

Compartilhe esta notícia