Delegacia da Polícia Civil de Arraias realiza palestra sobre prevenção e combate ao uso e ao tráfico de drogas

20/03/2018 - Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 9ª Delegacia Regional de Arraias, ministrou, na manhã desta terça-feira, 20, uma palestra sobre prevenção e combate ao uso e ao tráfico de drogas, voltada aos alunos da Escola Estadual Joana Batista Cordeiro.

O evento foi realizado pela equipe composta pelos delegados José Antônio da Silva e Vanusa Regina de Carvalho Nunes, os agentes de Polícia Rogério Ferreira Braga, Elizeu de Sena Abreu Sobrinho, Graziela Barreto Silva e Reginalva Ramalho Pereira, além do escrivão de Polícia Gabriel Gomes Carneiro.

A ação teve como objetivos principais orientar e conscientizar alunos da tradicional escola arraiana sobre os malefícios advindos do uso de substâncias entorpecentes, que podem gerar dependência química e causar uma série de transtornos para os jovens, bem como para suas famílias.

Na ocasião, os policiais civis da 9ª DRPC, utilizando uma linguagem didática, explicaram as características e a composição das substâncias entorpecentes mais conhecidas e consumidas atualmente, bem como abordaram sobre as consequências daqueles que adentram no mundo das drogas.

Ao final do evento, a direção da unidade de ensino agradeceu pela presença dos policiais civis, ressaltando que a palestra foi de muita importância para os adolescentes, que puderam se informar melhor sobre um assunto tão importante.

Para o delegado regional, José Antônio da Silva, a palestra serviu para que a Polícia Civil pudesse estreitar os laços com a comunidade, por meio de ações sociais e de cunho educativo. “Ficamos muito satisfeitos com a receptividade do corpo diretivo, bem como dos alunos da instituição de ensino, que nos ouviram atentamente e receberam nossa mensagem com muito entusiasmo e alegria”, pontuou.

“Dessa maneira, a Polícia Civil do Tocantins cumpre um importante papel social, ao se aproximar ainda mais da população e contribuir com a formação educacional de nossos jovens, ressaltando os aspectos de prevenção ao consumo e ao tráfico de drogas, reforçando, desta maneira, a Segurança Pública do Estado”, avaliou o delegado.