Banco de Leite do Dona Regina celebra 16 anos salvando a vida de centenas de bebês

20/04/2018 - Camilla Negre/Governo do Tocantins

A última quinta-feira, 19, foi repleta de festa para comemorar mais um ano de atuação do Banco de Leite Humano do Hospital e Maternidade Dona Regina. As comemorações são ainda mais significativas, quando se percebe o papel importante e fundamental do Banco de Leite para a maternidade e população em geral. Desde sua inauguração em 2003, por meio do Banco de Leite, mais de 11 mil bebês já foram alimentados e muitos tiveram suas vidas salvas, graças a muitos atos de solidariedade de mais de 16 mil mulheres que doaram.

Muitas homenagens foram feitas para mães doadoras, servidores e parceiros do Banco de Leite. Representando as doadoras, Karina Rodrigues contou que, depois que seu bebê nasceu, ele precisou ficar internado por conta de um quadro de icterícia, Karina então conheceu o banco de leite depois que percebeu que o filho não estava sugando corretamente. Foi aí que ela começou a doar o leite para outros bebês que estavam internados na unidade, e não parou mais. Ela já chegou a doar de quatro a cinco frascos a cada dois dias.

“Comecei a doar na maternidade e não parei mais. Solicitei, aos bombeiros, que fossem recolher o leite para levar ao hospital para os bebês que precisavam tanto. Deus me abençoou com muito leite e sou grata por isso. Acompanhei as mães que acompanhavam seus filhos e queria muito ajudar”, comentou.

Alimento valioso

A gerente dos ciclos de vida, Isabela Eulálio, destacou que uma criança que é amamentada desde o primeiro dia de vida, “cresce bem, ter um vinculo com a mãe, com a família com a sociedade. Tudo isso reflete muito nos indicadores de mortalidade infantil, vemos que a criança que recebe o aleitamento materno, tem um risco menor de morrer no primeiro ano de vida”, explicou.

A coordenadora do Banco de Leite, Valquíria Pinheiro, destaca que desde a fundação do Banco de Leite já foram mais de 280 atendimentos entre visitas domiciliares, coleta e distribuição de leite e bebês alimentados. “São números expressivos que demonstram a importância do Banco na vida de centenas de famílias de todo o Estado. Somos muito gratos a todas as mães que colaboram com o trabalho do Banco, pois sem a doação delas tudo o que fazemos seria impossível”, destacou.

Amigos do Peito

O Corpo de Bombeiros também foi homenageado, em nome do Sargento Felipe Bittencourt, por conta do projeto Bombeiro, amigo do peito, que promove o processo de captação de leite materno das casas das doadoras para o Banco de Leite do Dona Regina.

Na primeira visita, os bombeiros explicam como o leite deve ser coletado e armazenado, além do processo de higienização. As doadoras recebem um kit contendo touca e máscaras descartáveis, um vidro esterilizado para coleta e um folder com orientação sobre a retirada do leite.

“Assumi esse compromisso com a vida da população, que era de me doar pelas crianças e pelas mães, quero levar ele até o final”, disse o sargento.

Para Debora Petry, diretora do Hospital e Maternidade Dona Regina, o banco de leite é muito importante para o hospital em função de na unidade ter uma UTI neonatal e ser referência para gestação de alto risco. “Recebemos muitos bebês prematuros ou mal formados que precisam se internar e muitas vezes as mães não têm condições de alimentá-los com seu leite materno. Temos a plena consciência de que o melhor alimento para o bebê é o leite materno, principalmente para os prematuros”, ressaltou.

Doações

O leite materno é considerado o melhor alimento para os bebês, favorecendo uma série de benefícios essenciais para a vida do recém-nascido, como fortalecimento da imunidade, diminuição dos riscos a alergia e combate à anemia.

As mães interessadas em participar podem fazer o cadastro pelo telefone gratuito 0800-646-8283.

Veja também outras notícias