Adetuc e Seagro elaboram parceria para fomentar a pesca esportiva

12/07/2019 - Seleucia Fontes / Governo do Tocantins

Uma das 12 regiões hidrográficas do Brasil, a bacia Araguaia-Tocantins possui uma extensão de aproximadamente 2.500 km, desde a sua origem, na confluência do rio Maranhão com o rio das Almas (GO), até a foz, na baía de Marajó (PA), sendo seus principais rios o Tocantins e o Araguaia. Com todo este potencial, o Governo do Estado já vem atuando de forma sistemática no desenvolvimento da piscicultura, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), e agora a pasta deverá se unir à Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia do Tocantins (Adetuc) visando o fomento da pesca esportiva.

Para tratar deste tema, o presidente da Adetuc, Tom Lyra, recebeu o diretor de Políticas para Aquicultura e Pesca da Seagro, Alexandre Godinho, e os técnicos Fabrizio Rafael, Thiago Tardivo e Arthur França, que em nome do secretário César Halum falaram do grande potencial para o desenvolvimento da pesca esportiva no Estado e da disposição em unir esforços para ações centralizadas. “Esta é uma das formas de redução da pressão da pesca, com geração de renda”, pontuou Thiago Tardivo.

Segundo Alexandre Godinho, a Seagro já vem buscando atuar no lago Manoel Alves, na região de Dianópolis, a partir de um projeto de múltiplo uso, sem afetar a área de plantio irrigado. “O local recebe pescadores de Brasília, Bahia e outras regiões do Tocantins”, citando a diversidade de peixes existente no lago, incluindo o tucunaré azul.

Os técnicos também pontuaram o potencial econômico, lembrando que os Estados Unidos movimentam anualmente US$ 54 milhões. “O Estado tem um grande potencial natural, temos que mapear nossos rios e lagos e implantar o calendário de atividades”, sugeriu o diretor da Seagro.

Tom Lyra, que nesta semana conheceu um acampamento de pesca esportiva no Parque Estadual do Cantão, afirmou que a proposta de parceria surge no momento que sua equipe começa a trabalhar em um projeto voltado para este setor a partir do segundo semestre. “Acredito que a partir desta parceria será possível encontrar saídas que envolvam exploração comercial com preservação”, pontuou, lembrando que o público alvo, em geral, tem esta preocupação com a natureza.

Entre as ações já definidas entre as duas pastas, ficou agendada, para o próximo dia 17, uma palestra sobre pesca esportiva com Thiago Tardivo voltada aos técnicos da Superintendência de Turismo.