Balanço Segurança Pública

30/12/2003 - Conceição Soarea

O setor de segurança pública do Tocantins registrou uma série de conquistas ao longo de 2003, seja no aspecto humano com a nomeação dos novos servidores concursados, seja no aparelhamento dos profissionais que combatem a criminalidade. Manter a seqüência do trabalho que já estava sendo desenvolvido no Tocantins era a meta desta administração para este ano, uma vez que as ações integradas entre as polícias civil e militar já se mostravam eficientes e exemplares para as demais instituições do País.Os recursos dos governos estadual e federal garantiram a implantação de vários projetos e a aquisição de viaturas e equipamentos modernos. Foram mais de R$ 32 milhões investidos na área de segurança pública durante o ano que passou. Para assegurar maior segurança à população, o Governo investiu R$ 3,2 milhões na intensificação do policiamento ostensivo em áreas críticas. Outro investimento que teve o objetivo de reduzir os índices de criminalidade foi a aquisição de novas viaturas paras as polícias Civil e Militar. Os recursos, oriundos da União, através de convênio firmado pelo Estado com o Ministério da Justiça somam um montante de R$ 6,3 milhões, sendo R$ 3 milhões para a PM, para a compra de 92 viaturas e R$ 3,3 milhões para a PC, o que possibilitou a aquisição de 109 veículos. Outro grande avanço conquistado pela Segurança Pública em 2003 foi a aquisição dos equipamentos e programas que serão utilizados na implantação do Sistema de Gestão de Segurança Pública, com investimentos da ordem de R$ 4,5 milhões. O programa está sendo elaborado e será implantado até maio de 2004. Através do Sigesp, as polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros poderão prestar atendimento rápido e eficiente à população. Nesse sentido também vale destacar a conclusão do concurso público realizado pela Secretaria quando foram oferecidas 635 vagas, distribuídas para os cargos de Agentes de Polícia, Papiloscopistas, Escrivães de Polícia, Auxiliar de Autópsia, Médico Legista, Agente Penitenciário e Perito Criminal. Os transtornos com o sistema penitenciário normalizaram-se com o aumento do efetivo de agentes penitenciário, além da reforma de unidades prisionais. Vale destacar que já se encontra em fase de construção a Penitenciária de Araguaína, com instalações modernas e amplas, o que garantirá aos reeducandos do Estado, condições dignas de cumprimento de suas penas. Os recursos destinados à construção do novo presídio, da União e do Estado, são da ordem de R$ 13,3 milhões. Outra ação de destaque foi a adesão do Tocantins ao Sistema Único de Segurança Pública, do Ministério da Justiça, que visa a uniformização das ações das polícias Federal, Rodoviária Federal, Militar e Civil, com o objetivo de combater a violência e o crime organizado no País. Com o SUSP foi criado o Gabinete de Gestão Integrada da Segurança Pública, que terá recursos da ordem de R$ 2,9 milhões para sua implantação. Investimentos Reaparelhamento da Criminalística e CorregedoriaR$ 779.000,00Implantação do Sistema Integrado de Gestão de Segurança PúblicaR$ 2.890.000,00Intensificação do Policiamento Ostensivo em Áreas CríticasR$ 3.206.445,00Reaparelhamento das Polícias EstaduaisR$ 1.620.986,67Construção da Penitenciária de Segurança Máxima em AraguaínaR$ 13.323.639,26Aquisição de veículos para a Polícia CivilR$ 3.300.000,00Aquisição de Veículos para a Polícia MilitarR$ 3.000.000,00Equipamentos e Implantação do sistema de Gestão de segurança públicaR$ 4.565.445,96Reforma, construção e melhorias de unidades prisionais e da Polícia TécnicaR$ 3.063.087,53

Compartilhe esta notícia