Brigadistas do Naturatins combatem queimadas no Parque Estadual do Cantão

16/09/2020 - Tânia Caldas/Governo do Tocantins

O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins)  diuturnamente vem combatendo o fogo nas unidades de conservação de responsabilidade do órgão. As chamas são identificadas por meio de satélites do Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe) e também in loco.

Recentemente ao detectar incêndios florestais no interior do Parque Estadual do Cantão (PEC), os brigadistas do Naturatins, o Corpo de Bombeiros Militar e a Defesa Civil Estadual foram imediatamente acionados.

As equipes são deslocadas para os locais afetados pelo fogo, através de aeronaves do Governo do Tocantins, com o objetivo de debelar as chamas. Diariamente é realizado o planejamento estratégico para monitorar, preservar, conservar e combater os focos de calor.

O Naturatins informou nessa terça-feira, 15, que não que não possui nenhuma relação, ou seja, não tem nenhum Termo de Cooperação com o Instituto Araguaia. O Naturatins reforçou que as ações de combate são realizadas com instituições parceiras oficiais.

Os registros de focos de incêndios nos últimos dias nas unidades de conservação do Estado de gestão do Naturatins que são o Parque Estadual do Cantão, Jalapão e Lajeado, estão sendo combatidos pelos brigadistas treinados pelo órgão que desde o início do ano vem realizando ações para reduzir o número de incêndios florestais no Tocantins.

Na Serra de Taquaruçu, próxima a Palmas, capital do Estado, mesmo não sendo de responsabilidade do Naturatins, as equipes de brigadistas do órgão veem realizando a prevenção e combate, inclusive nos atrativos turísticos e também no alto da Serra onde estão localizadas as antenas de comunicação.

“O combate está sendo realizado pelos brigadistas do Naturatins, verdadeiros guerreiros, que juntamente com os órgãos parceiros como os bombeiros, Defesa Civil Estadual e exército do brasileiro têm a missão de prevenir, controlar, combater e monitorar todas as unidades de conservação de gestão do órgão ambiental estadual” reforçou o presidente do Instituto Sebastião Albuquerque.

 

Edição: Thâmara Cruvinel

Compartilhe esta notícia