Casa de Prisão Provisória de Palmas entrega cestas de alimentos para reeducandos

05/06/2020 - Gabriela Santos\Governo do Tocantins

A direção do Núcleo de Custódia Casa de Prisão Provisória (CPP) de Palmas, administrado pela Secretaria do Estado de Cidadania e Justiça (Seciju), realizou na manhã desta sexta-feira, 05, a entrega de cestas de alimentos para reeducandos da unidade prisional. A iniciativa intitulada Cesta Cidadã, é uma proposta da gestão da unidade elaborada em parceria com a empresa cogestora, Embrasil Serviços.

Em decorrência da pandemia de Covid-19 as visitas presenciais e a entrega de alimentos pelas famílias estão suspensas como medida de preservar a saúde da população carcerária, surgiu a iniciativa Cesta Cidadã, que tem o intuito de fornecer alimentos que estão fora da dieta da unidade e ainda assim são solicitados pelos apenados para consumirem a livre demanda, sem horários marcados.

O diretor da CPP de Palmas, Thiago Sabino, conta que foram distribuídas 70 cestas de alimentos, entre 58 celas, e que a ação visa fortalecer o espírito de coletividade e divisão, além de fortalecer a alimentação dos detentos.  “Através de um estudo nutricional, consultamos os reeducandos sobre o tipo de alimento que eles gostariam de receber e que não estão inclusos na dieta das refeições padrão, fornecidas pela unidade, a partir disso montamos uma cesta com café, biscoitos e cuscuz. As cestas foram distribuídas entre as celas para que os internos dividam entre si, de maneira coletiva”, disse. 

Para o superintendente do Sistema Penitenciário e Prisional, Orleans Alves de Sousa, a ação efetuada pela gestão da unidade é uma forma de garantir a manutenção dos direitos dos adultos privados de liberdade durante o período de pandemia. “A ação irá auxiliar a manter a ordem dentro da unidade, além de possuir uma contrapartida social, atendendo as necessidades dos internos de forma adaptada para o momento de distanciamento social em que nos encontramos, que afeta a execuções penais,” ressaltou.

(Revisão: Shara Rezende/ Governo do Tocantins)

 

Edição: Lenna Borges

Compartilhe esta notícia