Centro de Internação Provisória recebe oficina pedagógica sobre alimentos regionais

12/02/2019 - Marcos Miranda/Governo do Tocantins 

Para aproveitar a safra do milho e reforçar o viés pedagógico da medida socioeducativa, a equipe de gestores do Centro de Internação Provisória Masculina de Palmas (Ceip Central) ofertou nesta segunda-feira, 11, uma Oficina de Alimentos Regionais: Produção de Pamonha aos 13 adolescentes internos na unidade. A atividade envolveu adolescentes, analistas e técnicos socioeducadores.

“Os adolescentes passaram por todos os processos de preparo, aprenderam sobre a colheita, sobre mercado e estiveram mais próximos da equipe de trabalho. Nosso objetivo é possibilitar a ressocialização. Mesmo sendo um centro de internação provisória, onde o adolescente tem uma passagem mais rápida, nossa equipe entende que este tipo de ação faz uma boa diferença no comportamento e na visão empreendedora do adolescente”, ressaltou Edgar Soares, chefe do Centro de Internação, que dou o material a ser utilizado por toda equipe de socioeducadores para ensinar aos internos o preparo de pamonhas e curau.

Durante o evento a nutricionista da unidade, Patrícia Cruz Batista, orientou e explicou sobre a importância do alimento e valores nutritivos do cereal; já a equipe pedagógica propôs aos adolescentes uma produção de textos sobre a produção de milho.

“Aprendemos a fazer pamonha, ficamos mais à vontade e comemos. Foi muito bom.”, explicou o adolescente M.C.M, 18 anos, que pela primeira vez preparou a iguaria. 

Projetos

Na Constituição Federal de 1988, no artigo 227, educar e profissionalizar são citados como deveres de todos os cidadãos. O superintendente do Sistema Socioeducativo, Gilberto Costa, explica que a sociedade civil e empresários podem contribuir com ações positivas dentro no Sistema. “Todos somos responsáveis e podemos nos comprometer mais com as boas ações que têm sido desenvolvidas dentro das unidades socioeducativas tocantinenses. Neste ano, teremos mais eventos como esse e contamos muito com o apoio social; as portas da nossa unidade estão abertas”, disse.