Com reforma administrativa, Governadoria reduz em R$ 1,8 milhão por mês gasto com pessoal

13/08/2019 - Jesuino Santana Jr./Governo do Tocantins

A reforma administrativa realizada pelo Governo do Tocantins no início deste ano já mostra seus resultados positivos. Na Secretaria-Executiva da Governadoria, pasta responsável pela parte administrativa do Palácio Araguaia, Gabinete do Governador e do Vice-Governador, manutenção da Praça dos Girassóis e das sedes do Governo no Hangar (aeroporto de Palmas), Parque Estadual do Cantão (PEC) e Parque Estadual do Jalapão (PEJ), foi registrado uma redução de 763 servidores e uma economia de mais de R$ 1,8 milhão em salários por mês.

No comparativo com o mês de março do ano passado, quando o governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, assumiu interinamente o Executivo Estadual, a então Secretaria-Geral de Governo (Segov) mantinha em seu quadro de pessoal o total de 1.019 servidores, com um custo mensal de R$ 2.610.921,74.

Já os dados de julho deste ano, seis meses após a reforma administrativa, mostram que a pasta funciona atualmente com apenas 256 servidores a um custo de R$ 791.039,99.

De acordo com o governador Mauro Carlesse, sua gestão preza pelo compromisso com o zelo da máquina pública e com a política de equilíbrio das contas do Estado, visando mais investimentos em obras e ações voltadas para a geração de emprego e renda da população e atraindo novas empresas e indústrias para fomentar a economia.

Redução no Gasto com a Folha de Pagamento

Os resultados das ações executadas pelo Governo do Tocantins já mostram seus primeiros sinais. A folha de pagamento está sendo equilibrada em torno dos R$ 300 milhões/mês, e os dados da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) mostram que o Estado teve uma queda de 2,54% no índice de gastos, representando uma economia de cerca de R$ 160 milhões com despesas de pessoal (dados do 1º quadrimestre de 2019).

Redução com Gastos de Custeio da Máquina Pública

O Governo do Tocantins também divulgou recentemente que conseguiu economizar R$ 125,4 milhões com despesas de custeio da máquina pública nos seis primeiros meses de 2019 (janeiro a junho), em comparação ao mesmo período do ano passado, que representa uma redução de 17,2% desses gastos no Governo do Tocantins.

Reforma Administrativa

Em 1º de fevereiro deste ano, o Governo do Tocantins anunciou uma grande reforma administrativa que reduziu entre outros, o número de secretários e cargos em comissão, além de contratos e funções de confiança.

A estrutura organizacional que possuía 1.851 cargos, a partir da reforma administrativa, passou a ter 1.567, uma redução de 15,34%. Referente aos cargos de assessoramento especial, que eram 1.751, caiu para 1.066, diminuindo em 39,12%. Nos contratos temporários de pessoal, houve o maior corte, o número que era de 24.322 passou para 12.161, uma redução de 50%. A nova estrutura do Governo passou a contar com 11 secretarias setoriais de Estado e a Governadoria. Até 2018, eram 23 secretarias.