Comitê do Fogo lança Cartilha Digital com informações sobre queimadas

02/07/2020 - Robson Corrêa/Governo do Tocantins

Com os objetivos de orientar sobre os cuidados com o meio ambiente e evitar os elevados índices de queimadas no Estado, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e da Defesa Civil Estadual, que são instituições que compõem o Comitê do Fogo, lança a Cartilha Digital com diversas informações sobre o fogo.

Segundo o secretário da Semarh, Renato Jayme, “essa Cartilha Digital vai ser mais uma ferramenta de orientação para a população que poderá buscar o conhecimento sobre o fogo e seu uso”. O secretário ainda destaca “que esse trabalho de educação ambiental apresentado na Cartilha é relevante no combate às queimadas, principalmente nos próximos meses que são considerados os mais propícios aos incêndios florestais”.

O presidente do Naturatins, Sebastião Albuquerque Cordeiro, destaca que “o órgão é responsável pela execução da política ambiental no Estado, e além de realizar o monitoramento e o controle ambiental, também fiscaliza o cumprimento da legislação ambiental. Desta forma, é de fundamental importância esclarecer a população sobre o uso do fogo”.

Dentre os esclarecimentos que a Cartilha traz estão as definições dos termos que vão auxiliar no entendimento da população quanto ao uso do fogo. Um dos informes trata do Manejo Integrado do Fogo (MIF), que é um modelo de planejamento e gestão que associa aspectos ecológicos, culturais, socioeconômicos e técnicos na execução, na integração, no monitoramento, na avaliação e na adaptação de ações relacionadas com o uso de queimas prescritas, controladas, a prevenção e o combate aos incêndios florestais, respeitado o uso tradicional e adaptativo do fogo.

Outra informação que a Cartilha apresenta é em relação à queima controlada, que consiste no uso planejado, monitorado e controlado do fogo, realizado para fins agrossilvipastoris (plantação, criação de animais e Reserva Legal - área que não pode ser desmatada). A queima controlada ocorre em áreas determinadas e sob condições específicas.

De acordo com o superintendente da Defesa Civil, tenente-coronel Erisvaldo Alves, a Cartilha Digital vem ao encontro com as demandas do Comitê. “Uma das atribuições do Comitê é direcionar a educação, a prevenção, o combate e a fiscalização das queimadas, e as informações foram colocadas na cartilha de forma mais leve que podem ser absorvidas tanto por adultos quanto por crianças”, pontuou. O tenente-coronel ainda destaca que “a tecnologia vai auxiliar na divulgação desse informativo atingindo uma quantidade maior de pessoas e consequentemente apresentará mais resultados positivos”.

Ações

A Cartilha Digital também apresenta os trabalhos que já estão sendo executados no combate aos incêndios por meio da prevenção e monitoramento.  Através da parceria firmada entre a Semarh e o Centro de Monitoramento Ambiental e Manejo do Fogo (Cemaf), da Universidade Federal do Tocantins (UFT) de Gurupi, com o auxílio das informações do Cadastro Ambiental Rural (CAR), foi possível realizar um mapeamento das queimadas no Estado nos últimos cinco anos, cruzando os dados com a geolocalização das propriedades rurais para localizar a origem dos focos de incêndio. Com isso, é possível identificar pontos de maior recorrência de incêndios no Estado e direcionar ações de monitoramento e orientação.

O projeto Foco no Fogo, que foi lançado em 2020, também faz parte dos informativos contidos na Cartilha Digital. O projeto visa orientar, por meio de ligações telefônicas, WhatsApp e redes sociais, os proprietários rurais sobre os riscos que os incêndios podem trazer para a saúde pública e para o meio ambiente, além dos prejuízos econômicos. O projeto Foco no Fogo busca o comprometimento do setor privado e de toda a sociedade civil articulada em relação às ações de educação ambiental, de prevenção, controle do uso do fogo e combate às queimadas ilegais e incêndios florestais.

Ao testemunhar queimadas ilegais e incêndios florestais a população pode realizar a denúncia através dos canais oficiais dos órgãos fiscalizadores que são: Polícia Militar -190 e Linha Verde Naturatins - 0800 63 1155. Para combate aos focos de incêndios, os contatos devem ser feitos diretamente com Corpo De Bombeiros através do 193, Defesa Civil  pelo 199 e a Guarda Municipal Ambiental (Palmas) ligando 153. Se tiver dúvidas sobre procedimento de denúncias e informações sobre queimadas autorizadas, o cidadão pode entrar em contato por meio do WhatsApp ambiental pelo número 9 9988-0030 que funciona exclusivamente para mensagens de texto. A Cartilha Digital pode ser acessada pelo link.

 

Edição: Thâmara Cruvinel

Revisão Textual: Marynne Juliate

Compartilhe esta notícia