Corpo de Bombeiros do Tocantins registra a morte de duas crianças e dois adultos por afogamento em rios do Estado

14/09/2020 - Luiz Henrique Machado/Governo do Tocantins

Duas crianças estão entre as vítimas fatais nos afogamentos registrados no fim de semana pelo Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins (CBMTO). Uma delas ainda está desaparecida, após a canoa em que estavam ter virado, em Taipas, no sudeste do Estado. Palmeiras do Tocantins e São Valério da Natividade também registraram mortes.

O primeiro afogamento foi registrado pelo CBMTO ainda no sábado, 12, em Palmeiras do Tocantins, a cerca de 110 km de Araguaína, já nas proximidades da divisa com o Estado do Maranhão. A vítima é João Paulo Alves Borges, de 22 anos. Uma equipe de policiais militares do Maranhão apoiou o trabalho dos bombeiros tocantinenses no resgate do corpo.

Em São Valério da Natividade, no sudeste do Estado, a aproximadamente 290 km de Palmas, o Corpo de Bombeiros Militar foi acionado para a segunda ocorrência de afogamento no fim de semana. O caso foi na manhã do domingo, 13. O acidente aconteceu em uma fazenda a 45 km da cidade.

Os mergulhadores localizaram o corpo de Rogério Marque da Silva, a cerca de 300 metros de onde ele teria se afogado.

Desaparecida

O caso de maior repercussão foi em Taipas, a cerca de 350 km de Palmas, também no sudeste do Tocantins. Duas crianças morreram afogadas, após o barco em que estavam virar durante a travessia do Rio Palmeiras.

Segundo relatos de testemunhas, havia oito pessoas no barco de alumínio, seguindo de uma margem para a outra do rio, por voltas das 14 horas, desse domingo, 13, na zona rural, a 22 km de Taipas. Na metade do percurso, começou a entrar água pela proa do barco, que começou a afundar e deixou todos à deriva.

Informações dão conta de que algumas crianças chegaram a se afogar, mas os ocupantes da embarcação e populares conseguiram resgatá-las com vida. Uma delas, inclusive, já desacordada, recebeu os primeiros socorros no local e conseguiu voltar a respirar. Já outro adolescente não resistiu e foi retirado sem vida da água.

Os bombeiros militares seguem as buscas ao corpo de um garoto de 8 anos de idade. A vítima foi levada pela correnteza e os mergulhadores trabalham desde o início da noite do domingo, na tentativa de encontrá-la. Populares com três embarcações dão apoio.

O local tem média de 2 metros de profundidade, mas com fortes correntezas.

 

Edição: Thâmara Cruvinel

Revisão Textual: Marynne Juliate

Compartilhe esta notícia