Discussões para implantar CREAS e Serviços de Acolhimento Regionalizados chegam à região Norte

25/06/2019 - Cristiane Lima/Governo do Tocantins

Nesta terça, 25, integrantes da Gerência de Proteção Especial da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) estão em Axixá, Extremo Norte do Estado, discutindo com prefeitos, vereadores e integrantes da Secretaria Municipal de Assistência Social local e de cidades que integram a regional sobre a implantação de um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), além de serviços de acolhimento regionalizados.

A implantação dos referidos serviços faz parte de um termo de aceite pactuado com o Governo Federal, que tem como meta a implantação de seis Creas no Estado para atender 48 municípios, além do programa Família Acolhedora.

Município-sede para a implantação do Creas, o prefeito de Axixá, Damião Castro Filho, afirma que a cidade recebe a incumbência com responsabilidade. “Faz parte do processo oferecer contrapartida como prédio, material humano e insumos, mas os benefícios que chegam através desse compromisso são infinitamente maiores pois vamos conseguir atender com mais qualidade aqueles que mais precisam dos serviços sócioassistenciais, que são pessoas em situação de vulnerabilidade social, em muitos casos, situações extremas”, ponderou o gestor.

Sobre o encontro em Axixá, que se estende até à tarde, a gerente de proteção especial da Setas, Canilda Cruz, destaca o engajamento dos municípios envolvidos. “São 10 municípios diretamente envolvidos nesta regional e a grande maioria está aqui em peso para discutir como será a regionalização dos serviços de proteção especial”, comenta a gerente, ressaltando a importância devida que o tema demanda.

Regionalização

A Setas tem realizado uma série de visitas aos municípios tocantinenses a fim de realizar cooperação técnica para implantação de Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e serviços de acolhimentos regionalizados. A equipe já passou por Taguatinga, Dianópolis, Paraíso do Tocantins, Gurupi e Porto Nacional. As próximas cidades e regionais a serem visitadas são Xambioá, Wanderlândia e Pedro Afonso.

Creas

A Política Nacional de Assistência Social (PNAS) tem a família como foco para o trabalho social a ser desenvolvido pelos serviços da rede socioassistencial. O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e o Creas são espaços que buscam o empoderamento destas famílias e de seus membros para o enfrentamento das situações de vulnerabilidade e de risco social. O Cras trabalha na prevenção de ocorrências de risco, enquanto o Creas, especificamente, trabalha com pessoas em que o risco já se instalou, oferecendo apoio especializado a estas pessoas e/ou famílias.

Família Acolhedora

É um serviço que organiza o acolhimento de crianças e adolescentes afastados da família por medida de proteção em residência de famílias acolhedoras cadastradas. O acolhimento é previsto até que seja possível o retorno à família de origem ou, na sua impossibilidade, o encaminhamento para adoção. O serviço é o responsável por selecionar, capacitar, cadastrar e acompanhar as famílias acolhedoras, bem como realizar o acompanhamento da criança ou adolescente acolhido e sua família de origem.