Em Palmas, veículo clonado e adulterado é apreendido pela Polícia Civil

13/01/2021 - Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins

Policiais civis da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) de Palmas, comandados pelos delegados Rossílio Sousa Correia e Anderson Casé, recuperaram, nesta quarta-feira, 13, na região sul da Capital, uma caminhonete, modelo S10, ano 2013, que havia sido roubada, em 2015, em Uberaba (MG).

Segundo o delegado, policiais da unidade especializada estavam nas imediações do Jardim Aureny 3, realizando investigações de rotina quando se depararam com o veículo estacionado em uma das ruas do setor. Os agentes desconfiaram que poderia se tratar de um veículo clonado, devido a algumas características que indicavam para essa possibilidade.

Os policiais abordaram o condutor da caminhonete, que alegou ter adquirido o veículo de um terceiro e não sobre a procedência do mesmo. Porém, após uma checagem mais detalhada, os investigadores descobriram vários indícios de adulteração de chassi, motor, dentre outras partes do veículo. Os policiais constataram que a caminhonete havia sido furtada na cidade de Uberaba (MG), no dia 18 de julho de 2015.

“Trata-se de um veículo roubado em Minas Gerais e que foi clonado e teve todas as suas características originais adulteradas. Logo em seguida, foi revendido no Tocantins, onde estava circulando normalmente”, disse a autoridade policial. Ainda segundo o delegado, o homem que estava de posse do veículo foi conduzido à Delegacia, onde foi ouvido e, em seguida, liberado. A perícia oficial constatou as adulterações, sendo que o veículo será restituído ao seu verdadeiro proprietário.

“Será instaurado inquérito policial para apurar os fatos, no sentido de identificar e responsabilizar aqueles que venderam o carro para seu atual proprietário. Além disso, aprofundaremos as investigações, no sentido de esclarecer se o homem que estava de posse do bem de fato não sabia que o carro era produto de crime ou se tinha conhecimento e agiu como receptador”, pontuou o delegado.

Para o delegado Rossílio Sousa Correia, a retirada de circulação de mais um veículo roubado e clonado representa o comprometimento da Polícia Civil em não permitir que esse tipo de crime continue a ocorrer. “Estamos intensificando as ações em todos os municípios do Estado, visando identificar e localizar veículos roubados, furtados e clonados que, em sua maioria são de outros estados, mas são revendidos no Tocantins. E, para isso, não mediremos esforços para responsabilizar os autores dos crimes e recuperar os bens a serem devolvidos aos seus verdadeiros donos”, ressaltou.

O delegado fez um alerta, a todos, para que verifiquem com atenção a procedência do carro que estejam comprando, pois, a pessoa pode incorrer no crime de receptação e ter de responder criminalmente pelo ato. “É muito importante que, ao adquirir um veículo usado, o cidadão tome todas as precauções necessárias no sentido de garantir que está fazendo um negócio idôneo. Verifique a procedência e a documentação do veículo, pesquise a origem do mesmo e não caia na tentação de adquirir veículos que estejam sendo comercializados por preços muito abaixo dos normalmente praticados no mercado, uma vez que isso é um forte indício de que existe algo de errado”, frisou o delegado.

Somente nos últimos cinco anos, a Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores identificou e retirou de circulação mais de 600 veículos clonados em vários municípios do Estado do Tocantins.

 

Edição: Lenna Borges

Revisão Textual: Marynne Juliate

Compartilhe esta notícia