Feira de hortaliças é realizada na sede da Secretaria de Cidadania e Justiça

17/04/2019 - Pedro Ícaro/Governo do Tocantins

Os adolescentes do Centro de Atendimento Socioeducativo de Palmas (Case) participaram de mais uma feira de hortaliças nesta quarta-feira, 17, em frente à sede da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju). O projeto, que contou com a participação de 12 socioeducandos, é desenvolvido dentro do Case e tem como objetivos ocupar, educar e capacitar os adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, sendo acompanhados pela equipe do centro.

O socioeducando A.C.C. conta como acontece o projeto da horta e como o trabalho de manejo e de vendas das hortaliças auxilia no seu processo de reinserção social. “Todos os adolescentes que querem participar do projeto da horta tem a oportunidade de trabalhar duas vezes na semana. Eu gosto tanto da parte da plantação quanto da venda, tudo isso é muito bom para o nosso aprendizado e desenvolvimento social”, destaca.

Conforme o coordenador do Case, Dariêx Damaceno Carneiro Maia, o projeto tem o foco principal no aprendizado dos adolescentes. “Nosso objetivo é que os adolescentes tenham os conhecimentos necessários para o cultivo da horta e que desenvolvam habilidades de vendas, para que tenham esse ofício como possibilidade de renda quando saírem da unidade. Além disso, o momento é de aumentar habilidades sociais com os outros socioeducandos e servidores”, ressaltou.

O coordenador explicou ainda que parte da produção é consumida pelos próprios adolescentes nas refeições e que somente o excedente é vendido em feiras e repartições públicas, sendo que todo dinheiro arrecadado com as vendas é revertido na compra de matéria-prima para a horta.

A equipe que acompanha os adolescentes é composta por cinco pessoas, incluindo o engenheiro agrônomo Marcos Vinicius Sousa Medeiros, responsável por desenvolver o projeto, que explica como é o processo de aprendizagem dos socioeducandos. “O projeto da horta é dividido em parte teórica e prática. Na primeira, são ministradas aulas com a intenção de capacitar os adolescentes sobre o cultivo da horta. Após esse aprendizado, eles lidam diretamente com plantação, colheita e venda das hortaliças”, explicou.