Governo realiza prestação de contas da Saúde na Assembleia Legislativa

18/02/2020 - Laiany Alves/Governo do Tocantins 

Na manhã desta terça-feira, 18, o secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini, acompanhado de técnicos da pasta, apresentou para a Comissão de Finanças, Tributação, Fiscalização e Controle da Assembleia Legislativa do Estado o Relatório Detalhado dos 2º e 3º Quadrimestres de 2019, que ressaltou os avanços alcançados e detalhou as ações que terão reforço e continuidade em 2020.

Em 2019, o Estado do Tocantins continuou a aplicar na Saúde valor superior ao preconizado pela legislação nacional. No ano passado, foram aplicados 16,79% de sua receita anual em ações e serviços públicos de saúde, quando o mínimo preconizado seria de 12% da arrecadação. Além disso, o Tocantins alcançou o total de 95,64% de execução do orçamento da Saúde, de um montante autorizado de R$ 1.759.422.168, pagou R$ 1.465.327.675, o que demonstra o equilíbrio fiscal e financeiro do Estado na atual gestão.

O secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini, em sua apresentação, reforçou o compromisso do Governador Mauro Carlesse com a área da Saúde, detalhou projetos para 2020, como a liberação de terreno para a construção do novo hospital materno infantil, a finalização das obras de Gurupi, o retorno das obras do Hospital Geral de Araguaína e outros avanços. “São fruto do trabalho árduo de uma equipe comprometida e altamente qualificada que o Tocantins possu. Individualmente não fazemos nada, são resultados de todos os profissionais que trabalham na Saúde tocantinense”, elogiou.

O deputado estadual Elenil da Penha reforçou o compromisso e os resultados alcançados pela gestão na área da Saúde. “É notória a melhoria nos atendimentos de Saúde. As cirurgias nos hospitais sendo realizadas e os municípios recebendo os repasses regulares demonstram que a credibilidade do Estado retornou. Tudo que queremos é ver a nossa população bem atendida”, destacou.

A promotora de Justiça do Ministério Público do Estado, Araína Cesárea D'Alessandro, que também acompanhou a audiência de prestação de contas, detalhou que é necessário trabalhar com políticas públicas contínuas. “Planejamento e organização são primordiais, temos problemas a sanar e estamos aqui para acompanhar e fiscalizar. A gestão precisa manter a qualidade dos serviços públicos, estamos vendo a continuidade dos trabalhos, o que há muito tempo não acontecia devido às constantes mudanças na gestão”, falou.

O Tocantins também se destaca em vários indicadores de Saúde, como na cobertura populacional das Equipes de Atenção Básica nos municípios, chegando ao patamar de 94,65%. Dos acompanhamentos dos condicionantes da saúde no Programa Bolsa Família, registrou 80,75%. A proporção de nascidos vivos de mães com sete ou mais consultas de pré-natal realizadas ultrapassou sua meta, alcançando 70,35% e a taxa de mortalidade infantil reduziu, registrando 11,4% para cada mil nascidos vivos.

Hospitais

Na área hospitalar, o Governo comemora outros avanços com o equilíbrio financeiro e fiscal em dia e o aumento da credibilidade do Estado, os fornecedores retornaram e em consequência, o abastecimento das unidades hospitalares de materiais e insumos girou em torno de 87% e dos medicamentos chegou a 90% em dezembro de 2019, enquanto em janeiro do mesmo ano estava apenas com 72%.

Com o aumento do abastecimento e a adoção de outras medidas de incentivos, os profissionais de Saúde conseguiram ampliar a oferta dos procedimentos cirúrgicos, chegando a 5.844 cirurgias eletivas realizadas no ano de 2019, mais que o dobro de cirurgias realizadas em 2016, que foi de 2.985. Este ano, a expectativa é de realizar 6 mil cirurgias eletivas.

Na urgência e emergência, os hospitais da gestão estadual realizaram 24.226 procedimentos cirúrgicos, número superior ao de 2018, em que foram registradas 17.056 cirurgias de urgência e emergência.

Cardiologia, Neurologia e Ortopedia

O Tocantins também entrou no seleto grupo de estados que realizam cirurgias cardiopediátricas, gerando uma economia de R$ 2.650.000 em transferências de pacientes para outras regiões do país.

O serviço de neurologia do HGP foi ampliado e a unidade conta com equipamentos de última geração para atender a população. Já a ortopedia passou por reformulação dos processos de trabalho, com ampliação de salas cirúrgicas exclusivas que deram maior rotatividade nos leitos e um menor tempo de espera por cirurgias no HGP.

Obras

O Governo também retomou as obras da Saúde que estavam paradas e iniciou outras. Em Gurupi ,foi retomada a 1ª etapa da Construção do Hospital Geral de Gurupi com previsão de entrega para o segundo semestre deste ano.

A Radioterapia do Hospital Regional de Araguaína (HRA) recebeu reforma estrutural e retomou os atendimentos de forma gradativa na cidade. Além disso, foram iniciadas as obras de reforma e ampliação da Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) na cidade, que ampliará a oferta dos serviços de tratamentos oncológicos na região.

Repasses

Edgar Tollini também ressaltou o comprometimento do Estado com as gestões municipais de Saúde. Em 2019, o Governo repassou o total de R$ 32.341.408, valor superior aos últimos três anos, incluindo o pagamento de valores atrasados de outras gestões, o que está garantindo os atendimentos básicos de saúde em todo o território tocantinense.

Vigilância

Na área de Vigilância, o Estado se destaca nas ações de controle da sífilis com redução de 121 casos com relação a 2018 (716 notificações); e 2019, com 595. Houve também redução de 22% na taxa de detecção de novos casos da hanseníase em menores de 15 anos. Outros dados preocupam como o aumento de notificações de casos prováveis de tuberculose, aumento das notificações dos casos de Zika, Dengue e de sífilis adquirida. Outra preocupação é a dos casos de Sarampo, sendo que, no país, foram registrados 18.092 casos, apenas Tocantins, Acre e Rondônia não tiveram casos confirmados, sendo primordial o aumento das coberturas de vacinação.

Compartilhe esta notícia