Leitos ofertados pelo Governo do Tocantins tem atendido demanda de pacientes com Covid-19 no Estado

22/05/2020 - Sara Cardoso/Governo do Tocantins

Desde o início da pandemia provocada pelo novo Coronavírus, o Governo do Tocantins vem tomando uma série de medidas para garantir a ampliação da oferta de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados ao tratamento da Covid-19. O resultado desse trabalho é que, diferente de outros estados e há cerca de dois meses desde a primeira confirmação da doença, nenhum paciente no Tocantins com a Covid-19 ficou sem atendimento hospitalar.

Atualmente, o Estado conta 54 leitos de UTI-Covid distribuídos da seguinte forma: em Palmas estão 24 leitos, sendo 16 adultos e dois infantis no Hospital Geral de Palmas (HGP) e seis no Hospital Infantil de Palmas (HIP); Araguaína conta com 20 leitos, sendo dez no Hospital Regional de Araguaína (HRA) e dez no Hospital Dom Orione; e Gurupi tem disponíveis dez leitos no Hospital Regional de Gurupi (HRG).

Além destes, por determinação do governador do Tocantins, Mauro Carlesse, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) está trabalhando na instalação de mais 38 leitos de UTI: dez no Hospital Regional de Augustinópolis (HRA), 20 no Instituto Sinai de Araguaína e outros oito no Hospital Regional da cidade. Com esta ampliação, Araguaína passará a ter o maior centro de UTIs para atendimento à Covid-19 no Tocantins. O município e a região macro-norte concentram o maior número de casos confirmados da Covid-19.

Outra medida que vai contribuir para ampliar o número de leitos é a requisição administrativa feita pela Gestão Estadual junto a hospitais privados possibilitando que os tocantinenses tenham à disposição 70% dos leitos de UTI existentes na rede hospitalar privada, o que corresponde a um incremento de mais 60 leitos para a rede de assistência.

“Não temos medido esforços para conseguir ofertar o máximo de leitos para tratamento da Covid-19. Com as novas instalações e os leitos privados, o Tocantins chegará a 152 leitos de UTI-Covid. Vamos continuar fazendo nossa parte e insistindo para que a população também faça a sua, permanecendo em casa o quanto puder”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Dr. Edgar Tollini.

Hospital de Campanha

A implantação destes novos leitos acontece em paralelo ao estudo que é feito para a instalação de Hospitais de Campanha em Palmas, Araguaína e Gurupi. “Até o momento estamos conseguindo garantir que haja leitos. Nenhum paciente com necessidade de tratamento ficou sem leito aqui no Tocantins, mas, seguindo um planejamento, nossos técnicos continuam avaliando a melhor forma para instalação dos Hospitais de Campanha, pois precisamos estar preparados para as situações mais difíceis que possam surgir”, reforça o secretário Edgar Tollini.

O gestor da Saúde ressaltou ainda que para a instalação dos Hospitais de Campanha, o Estado visa contar com recursos oriundos do Ministério da Saúde (MS).

Taxa de ocupação

Monitoramento da Secretaria de Saúde mostra que nesta quinta-feira, 21, a taxa de ocupação dos leitos UTI-Covid no Hospital Regional de Araguaína era de 50%, no Hospital de Gurupi, 30%, e no HGP 19%.

Já nos leitos clínicos, a taxa era de 60% no HGP, 45% em Augustinópolis, 40% em Gurupi, 20% em Porto Nacional e 6% em Paraíso do Tocantins. Nos Hospitais de Araguaína, Miracema, Pedro Afonso, Xambioá, Dianópolis e no Infantil de Palmas, unidades que também dispõem de leitos clínicos, a taxa de ocupação era de 0%.

 

Edição: Alba Cobo

Compartilhe esta notícia