Nilcéa Freire abre Conferência de Políticas para as Mulheres nesta terça

25/06/2007 - Josélia de Lima

A ministra Nilcéa Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, estará no Tocantins nesta terça-feira, 26, para a abertura da II Conferência Estadual de Políticas para as Mulheres. A solenidade de abertura acontecerá às 8h30, no Auditório do Palácio Araguaia.

Também estarão presentes na solenidade, a secretária da Mulher de Pernambuco, Cristina Buarque, e a biofarmarcêutica Maria da Penha Maia, que nomeou a Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006, que coíbe a violência doméstica e familiar contra a mulher.

A conferência terá início com a participação especial do cantor e compositor Everton dos Andes, e segue com a formação da mesa e com a palestra sobre o Plano Nacional de Políticas para as Mulheres.

Vão participar da conferência 300 delegadas representantes dos 139 municípios, que estiveram discutindo a política para as mulheres nas conferências regionais e municipais realizadas no Estado nos meses de maio e junho deste ano.

Perfil da Ministra

Nilcéa Freire é natural do Rio de Janeiro, ocupa desde fevereiro de 2004 o cargo de ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres. Ela, juntamente com o Conselho Nacional de Direitos para as Mulheres, realizou a I Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, cujas diretrizes serviu para a elaboração do PNPM - Plano Nacional de Políticas para as Mulheres.

O plano está pautado em quatro eixos estratégicos: autonomia, igualdade, mundo do trabalho e cidadania; educação inclusiva e não sexista; saúde das mulheres, direitos sexuais e direitos reprodutivos; e enfrentamento à violência contra a mulher.

Como titular da SPM, coordenou, na condição de presidente pró-tempore, a Reunião Especializada da Mulher do Mercosul durante o segundo semestre de 2004, é a delegada brasileira frente à Conferência Regional da Mulher da América Latina e do Caribe (CEPAL) fazendo parte de sua mesa diretiva. É também a delegada titular do Brasil na Comissão Interamericana de Mulheres (OEA), a qual preside desde outubro de 2004.

Nilcéa é médica e professora universitária, tendo se graduado na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, em 1978. Devido à sua militância no movimento estudantil, foi obrigada a interromper seus estudos indo residir no México, entre 1975 e 1977.

Recentemente, Nilcéa foi agraciada com o título 'Personalidade Cidadania 2006', em reconhecimento a seu trabalho como ministra e como reitora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Esta premiação é promovida pela Unesco, Associação Brasileira de Imprensa e Folha Dirigida (empresa jornalística do Rio de Janeiro), através de uma eleição da qual participa um júri de 2.500 pessoas.

Compartilhe esta notícia