No Dia da Escola, alunos falam sobre a rotina em sua “segunda casa”

15/03/2019 - Josélia de Lima/Governo do Tocantins

No Dia da Escola, 15 de março, alunos comentam como é passar o dia inteiro na unidade escolar. “É a nossa segunda casa”, frisou a estudante Rainara Aparecida Conceição de Souza, de 14 anos, aluna do 9º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Girassol de Tempo Integral Vila União, localizada em Palmas. Na escola, o aluno aprende, além dos conteúdos, a se socializar com os colegas e a desenvolver o senso crítico.

Na Escola Estadual Vila União, estudam 237 alunos, matriculados nas turmas de 5º ao 9º ano do ensino fundamental e do ensino médio. Lá, os alunos chegam à escola às 7h45 e são liberados às 16h45. Além dos conteúdos, os alunos participam de projetos que promovem o protagonismo juvenil, de projetos de leitura e de ciências. A Escola Vila União se destaca como referência cultural com a Orquestra Sanfônica Amor Perfeito, a Orquestra Sinfônica e o grupo de teatro, que integra o Balé Popular do Tocantins. Por meio desses projetos, os estudantes saem da escola para conhecer outras unidades de ensino, órgãos públicos e outras cidades.

Como a unidade escolar funciona de forma integral, a diretora Luzeni Lourenço de Araújo Correia explicou que tem uma preocupação com a qualidade do atendimento e a interação entre alunos, professores e funcionários. “Sempre priorizamos o diálogo, visando melhorar sempre a relação interpessoal. Aqui, destaco o trabalho de inclusão social, que acontece principalmente nas atividades de música. Temos alunos que mostram suas habilidades nas aulas de violino”, frisou. 

A estudante Belualloni Karajá, de 14 anos, afirmou que vai à escola todos os dias, mas pensa nos seus sonhos. Deseja exercer a medicina e disse que se identifica muito com as aulas de Química. “Aqui, aprendemos a nos relacionar com os colegas e, principalmente, sobre o respeito”, contou. Por sua vez, Rainara Aparecida Conceição de Souza, de 14 anos, informou que aprendeu a gostar da escola e a aproveitar os benefícios que ela oferece, como a alimentação de qualidade.

Ana Clara Santos, de 11 anos, também aprendeu a gostar da escola. “Lá, aprendemos a pensar, a conhecer o mundo”, ressaltou.

O estudante José Luciclecio de Oliveira, de 15 anos, contou que gosta das atividades de educação física, aproveita ao máximo os espaços de convivência. “Aprendemos a valorizar os colegas e outros princípios que vamos utilizar na vida”, comentou.

Os quatro alunos ainda estão na fase de autoconhecimento, da percepção do mundo e da sociedade, mas aprenderam que é na escola que suas vidas poderão tomar formas conforme seus desejos e sonhos por uma vida melhor.

Espaços para livros e leituras

Na Escola Estadual Vila União, os alunos têm um espaço aconchegante para fazer seus trabalhos escolares ou escrever seus poemas. A bibliotecária Flávia Freitas Rodrigues explicou que, além de a biblioteca ser um espaço de leituras e de empréstimos de livros, a equipe pedagógica promove, em todo o semestre, atividades como o Café Literário e o Concurso de Leitura. “A nossa intenção é promover a leitura, para que se torne um hábito na vida dos alunos. Os estudantes pegam os livros emprestados e preenchem uma ficha com uma resenha das leituras”, frisou.

História

No Brasil, a educação escolar iniciou com os jesuítas, responsáveis pelas primeiras unidades de ensino no País, durante o período colonial. Por volta de 1780, foram registradas 17 escolas e 25 centros jesuítas de educação, espaços dedicados a estudos sobre educação espiritual, moral e cultural.

Atualmente, prevalecem as unidades escolares que funcionam em tempo integral, que oferecem, aos alunos, os conteúdos acadêmicos e as atividades de iniciação científica, de artes e esportes. O Dia da Escola foi instituído, objetivando valorizar e refletir sobre a importância da escola na vida das crianças e dos jovens.