Polícia Civil do Tocantins apreende 2,6 kg de maconha durante operação em Araguaína

15/09/2020 - Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins

Mais 2,6 kg de maconha foram tirados de circulação durante operação deflagrada pela Polícia Civil do Tocantins na noite dessa segunda-feira, 14, em Araguaína. A ação foi realizada pela 2ª Divisão de Repressão a Narcóticos (2ª Denarc), unidade vinculada à Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco).

Conforme o delegado-chefe da 2ª Denarc, José Anchieta de Menezes Filho, a ação foi um desdobramento da operação realizada pela manhã, quando foi preso um homem, que é considerado um dos maiores traficantes da cidade.

Conforme o delegado, depois da operação deflagrada pela manhã, quando foi desarticulada uma associação criminosa responsável por comercializar uma grande quantidade de entorpecente que era trazido do Estado do Mato Grosso, as equipes da Denarc obtiveram a informação de que, além dos 8 kg de drogas já apreendidos, havia mais entorpecentes enterrados no quintal da residência de uma das mulheres presas.

“Já estávamos encerrando a operação, quando, por meio de nosso setor de inteligência, levantamos a informação de que havia mais drogas na casa de uma das suspeitas presas e que o entorpecente poderia estar enterrado no quintal da residência. Desse modo, fomos até o local, e após minuciosas buscas, localizamos e apreendemos mais três barras inteiriças de maconha, perfazendo um total de 2,6 kg da droga”, afirmou a autoridade policial.

Diante dos fatos, o entorpecente foi retirado e levado para a unidade antidrogas. As ações serão intensificadas para apurar se existem mais suspeitos de integrar a associação criminosa que distribuía drogas por toda a cidade de Araguaína.

Operação antidrogas

A ação da Denarc, nessa segunda-feira, 14, resultou na prisão de três pessoas suspeitas de integrar uma facção criminosa que age em vários estados do Brasil, e também no Tocantins, e na apreensão de mais de 10 kg de drogas, bem como quase R$ 7 mil em dinheiro proveniente da venda de entorpecente. Um dos alvos da operação era um homem de 37 anos apontado como um dos maiores traficantes da região norte do Estado e que movimentava grandes quantidades de drogas todos os meses e acabou sendo preso pela Denarc.

 

Edição: Thâmara Cruvinel

Revisão Textual: Marynne Juliate

Compartilhe esta notícia