Procon mapeia perfil de consumidores

30/12/2009 - Ascom - Seciju

Em um universo de 42.951 pessoas atendidas pelo Procon em 2009, 53,86% são homens, o que representa 23.135 pessoas atendidas contra 46, 81% de mulheres, representando 19.816. Quase a mesma proporção registrada em 2008, quando os números de atendimento apontaram 53,61% de homens contra 46,39% de mulheres. Isto significa que o número de reclamações de consumidores masculinos está aumentando gradualmente.

O Procon fechará o levantamento total do ano apenas no início de janeiro de 2010. O órgão atendeu, até o dia 29 de dezembro, um total parcial de 42.951 reclamações que geraram 8.289 processos, sendo que o maior número dos problemas atendidos foram solucionados na etapa preliminar à abertura dos processos.

As 10 mais reclamadas

A empresa Brasil Telecom que foi adquirida pela empresa Oi, continua no topo do ranking das mais reclamadas, como ocorreu em 2008. Seguida da Celtins. Na lista deste ano das empresas mais reclamadas continuam firmes o Banco do Brasil, a Telegoiás, a Saneatins, a Tim Celular, da empresa Dismobrás, o Bradesco e a novidade da lista para este ano é a loja Novo Mundo que passou a figurar entre as reclamadas.

Problemas

As reclamações de consumidores somam vários segmentos e muitos requisitos como falta de peças de reposição, falta de garantia, cobrança indevida ou abusiva, cláusulas abusivas em contratos, recusas injustificadas de prestação de serviço, demora ou mesmo a não entrega de produtos, e também a entrega de produtos com defeitos. (Roberto de Oliveira)

Compartilhe esta notícia