Qualificação para mulheres, promovida pelo Governo, encerra nesta sexta-feira

21/02/2020 - Cláudio Duarte/Governo do Tocantins

Promovido pelo Governo do Tocantins e realizado por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine), o curso de Instalação de Alarme Residencial que ocorre em Dianópolis, a 338 km de Palmas, encerra suas atividades nesta sexta-feira, 21. Foram 15 alunas que aproveitaram o projeto Jeito de Mulher e agora estão qualificadas para o mercado de trabalho.

O gerente da unidade Sine de Dianópolis, Laércio Teixeira da Mata, falou sobre a importância das qualificações para o município. “Em Dianópolis, havia escassez de profissionais nessa área de instalação de alarmes. Agora, com esse curso que recebemos do Governo do Tocantins, temos profissionais qualificadas e prontas para atender as necessidades do mercado de trabalho local”, ressaltou.

Nas duas semanas de aula, as alunas receberam curso básico sobre eletricidade, corrente contínua e alternada, amperagem, e como medir a corrente elétrica; e também conheceram os vários equipamentos que compõem o sistema de alarme, e seu funcionamento.

As alunas do curso falaram sobre a experiência de cursar uma qualificação que tradicionalmente é direcionada aos homens. Jessica Pereira dos Santos disse que “adorou o curso e que as aulas foram muito agradáveis e interessantes”. Agora, Thaís Rodrigues Dias também gostou muito do que aprendeu e se disse feliz por ter aproveitado a oportunidade. Já Maria Eliza Alves de Sousa disse que “as aulas foram muito proveitosas”, que ela aprendeu bastante e que agora pretende trabalhar na área.

Matrículas abertas

Outras qualificações ainda estão com matrículas abertas com 15 vagas mais cadastro de reserva para cada turma.

Araguatins – Produção de Derivados do Leite (80 horas)

Gurupi - Mecânica de Manutenção de Motocicleta (160 horas)

Guaraí - Produção de Derivados de Leite (80 horas)

Porto Nacional - Mecânica de Manutenção de Motocicleta (160 horas) e Pedreiro (200 horas)

Jeito de Mulher

O Jeito de Mulher é um projeto de geração de emprego e renda executado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) e Sistema Nacional de Emprego (Sine).

O projeto já beneficiou mais de 210 mulheres tocantinenses com qualificação profissional em áreas tradicionalmente masculinas e qualificará, nessa segunda etapa, mais 225 mulheres.

O público-alvo do projeto é composto por mulheres preferencialmente de baixa renda, na condição de desemprego ou subemprego, e aquelas que almejam a inserção no mercado de trabalho para atuar em áreas consideradas tradicionalmente masculinas.

Além de participarem dos cursos gratuitamente, as alunas são contempladas com todo o material didático das aulas teóricas, os materiais e os equipamentos de segurança necessários para as disciplinas práticas, além de alimentação e vale-transporte.

Compartilhe esta notícia