Retomada da credibilidade do Governo cria mecanismos para Desenvolvimento Econômico do Tocantins

24/01/2020 - Jesuino Santana Jr./Governo do Tocantins

O Desenvolvimento Econômico do Tocantins é um dos itens-chaves que estão presentes no Plano de Governo apresentado pelo governador Mauro Carlesse à Justiça Eleitoral no pleito de 2018. A retomada da credibilidade do Governo com fornecedores e investidores ocorreu com o trabalho realizado na área fiscal com a redução de gastos, a reforma do Estado e o enquadramento dentro dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Eixo 3 – Desenvolvimento Econômico

As ações promovidas pelo Governo, por meio da Secretaria de Estado da Indústria e Comércio (SIC), têm refletido positivamente no Desenvolvimento Econômico do Tocantins e na atração de novas empresas.

O Estado terminou o ano de 2019 com saldo positivo na criação de novos postos de trabalho e está viabilizando projetos importantes como o Polo de Confecções e a Cidade do Automóvel.

Além dos incentivos fiscais para atração de indústrias e empresas, o Governo também reduziu o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis para fomentar o setor aéreo e concedeu incentivos para o desenvolvimento da piscicultura.

Também ligado ao Desenvolvimento Econômico do Tocantins e presente no Eixo 3 do Plano de Governo, o Banco do Empreendedor (BEM) foi ligado à Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) e passa por um processo de reformulação.

Já a Agência de Fomento, citada como Banco de Fomento, passou por uma ampla reestruturação no ano passado, voltando seus esforços para apoiar o desenvolvimento do Tocantins, fomentando áreas importantes da economia por meio das linhas de créditos oferecidas e de juros abaixo dos valores oferecidos no mercado e condições especiais.

O Eixo 3 também apresenta como meta a Inovação e Tecnologia. Nessas áreas, o Governo está executando a instalação do Parque Tecnológico do Tocantins para viabilizar novas tecnologias ao setor produtivo. Além disso, investiu no ano passado mais de R$ 2 milhões em Ciência e Tecnologia, com destaque para a divulgação de editais voltados à comunidade científica.

Ainda dentro do Eixo 3, a área de Mineração ganhou impulso com a criação da Agência de Mineração (Ameto). Dentre os destaques positivos de 2019 está o leilão da jazida de minério de Palmeirópolis que ocorreu no Rio de Janeiro (RJ). O Governo prevê R$ 255 milhões em investimentos ao longo de 10 anos com o projeto. A expectativa é de que a exploração na região gere 2 mil empregos.

Já o Turismo Receptivo teve amplo destaque na Gestão com a criação da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), que tem o objetivo de fomentar as ações em suas áreas afins.

Os trabalhos envolveram capacitações e promoção do turismo, a exemplo dos atrativos turísticos do Jalapão, Cantão, Serras Gerais, Ilha do Bananal, pesca esportiva e etnoturismo. Além disso, representantes do Governo também estiveram presentes em eventos nacionais e internacionais que permitiram fomentar e divulgar os atrativos turísticos do Tocantins, como Rally Sertões, Bota Pra Correr Olympikus, Travessia da Ilha do Bananal de Bike, dentre outros. Atualmente, o Governo busca recursos para pavimentar as estradas que dão acesso a região do Jalapão.

A última meta do Eixo 3, o Acesso Universal ao Sinal de Internet, encontra-se em fase de estudo e projeto.

Sobre o Plano de Governo

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, já cumpriu ou colocou em execução grande parte das metas estabelecidas em seu Plano de Governo, apresentado à Justiça Eleitoral no pleito de 2018. As ações contemplam as diversas áreas do Estado e impactam diretamente na melhoria da qualidade de vida do cidadão tocantinense.

O plano apresentado contempla 12 eixos e 46 metas prioritárias. O foco do documento está em ações voltadas ao municipalismo e à melhoria dos serviços públicos oferecidos à população nas diversas áreas do Executivo Estadual.

Compartilhe esta notícia