Tocantins e Portugal assinam convênio de cooperação para saneamento

18/04/2019 - Lidiane Moreira/Governo do Tocantins

Nesta quinta-feira, 18, foi assinado em Lisboa, Portugal, convênio de cooperação entre a Águas de Portugal Internacional (AdP) e a Agência Tocantinense de Saneamento (ATS). Assinou o documento, a presidente da Agência Tocantinense de Regulação (ATR), a engenheira Juliana Matos; e o presidente da AdP, Cláudio Jesus. No ato, a presidente da ATR representou o presidente da ATS, Romis Alberto da Silva.

Juliana Matos esteve ainda com a ex-ministra do Ambiente, Dulce Pássaro, responsável pela implantação da regulação em Portugal. Foram realizadas visitas às unidades de tratamento de água e esgoto; um aterro sanitário, gerido por 20 municípios e totalmente mecanizado; e a fábrica de água, uma unidade de tratamento de águas residuais que transforma esgotos sanitários em água de reuso.

Nesta visita, está sendo articulada agenda política do governador Mauro Carlesse com o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo, e o primeiro-ministro Antônio Costa.

Convênio luso-brasileiro

O saneamento ambiental é, reconhecidamente, necessidade primária das sociedades contemporâneas. Ao setor público, compete reunir as condições necessárias e ideais à prestação dos serviços de saneamento ambiental, com vistas ao melhoramento da qualidade de vida dos cidadãos.

O presidente da ATS, Romis Alberto, explica que, a partir da experiência portuguesa e brasileira nesses domínios, se dão as excelentes relações de amizade e cooperação existentes entre os países. O objetivo é estabelecer um quadro de colaboração para desenvolvimento do saneamento ambiental no Tocantins. "Sem dúvida que uma cooperação técnica com um país que já passou por grandes dificuldades na área de saneamento e, hoje, vive uma nova realidade, vem nos proporcionar uma possibilidade de superar os desafios para os próximos anos nas questões relacionadas ao saneamento", frisou.